Rondônia,23/05/2018
ArtigosBrasilDESTAQUES

Evandro Padovani

Está aí um homem sonhador. Trabalha com o hoje, e o binóculo no futuro. Não dá um movimento, um passo,  sem antever bem longe, onde pode chegar. E se ele não chegar,  um monte de gente chegará a grandes benefícios.

Não foi ele quem criou a Rondônia Rural Show, mas pegou o evento no segundo ano, em Ji-Paraná, e o plantou em terreno próprio e grande, onde podem se instalar centenas de empresas para grandes, médios e pequenos. Fez o agricultor pegar com as mãos a tecnologia, e imaginar, produzir ainda mais na sua propriedade.

No Café Clonal foi o guerreiro junto com sua equipe. Lá bem à frente, no curto e médio prazo, todo mundo de Rondônia há de agradecer ao Padovani, por sua ousadia de comprar mudas e distribuir para os pequenos e ficar contemplando, em sua cabeça, um monte de quatro milhões de sacas de café empilhadas, e o pequeno produtor enriquecendo. E chegaremos lá.

A calcário em Rondônia que não tinha nada, deu  um salto na CMR (Companhia de Mineração de Rondônia) e se não fez mais, é porque o Estado não foi feito para moer pedra. Mesmo assim, criou o cartão Mais Calcário, Mais Semente, Mais isto e mais aquilo. Foi o autor “juro zero” para o pequeno produtor, quando sua compra por sementes, tecnologias e serviços especializados for de até cinquenta mil reais.

Cinco anos no Governo, não são cinco dias. Não cabe aqui no meu texto curto,  apontar mais coisas, o seu apoio a soja e ao milho, mais bezerro no Estado ou abrir as portas para saídas e para entradas.  E foi levando a vida sempre com suas marchas pelo café, pela soja, pelo milho, pelo boi ou leite. Padovani, além de ser um homem grande é um grande homem, e que todos os seus sonhos sejam realizados.

Por Confúcio Moura.

 

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close