Rondônia,16/11/2018
DESTAQUESGeralPecuária

Vacinação de combate à febre aftosa iniciou em Rondônia

Produtores e pecuaristas de Rondônia terão 30 dias para vacinar o rebanho contra a febre aftosa. A 44º Campanha de vacinação da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvoastorial do Estado de Rondônia (Idaron), a campanha iniciou neste domingo (15) e vai até o dia 15 de maio. O prazo para declarar a vacinação junto aos escritórios do Idaron em todo o estado vai até o dia 22 de maio.

De acordo com o presidente do Idaron, Anselmo de Jesusnesta etapa serão vacinados animais de todas as idades, cerca de aproximadamente 14 milhões de cabeçasA meta é imunizar 100% dos animais, “o produtor rural de Rondônia é consciente da importância da imunização do rebanho e tem feito o dever de casa”, ressaltou o presidente.

Anselmo de Jesus disse que Rondônia está caminhando para se tornar zona livre de febre aftosa sem vacinação, mas para isso tem que cumprir as metas impostas órgãos controladores. “A medida traria muitos benefícios para a economia rondoniense, porque a carne teria os mercados mundiais abertos, sem restrição alguma”, destacou.

O produtor que deixar de vacinar o rebanho será multado em R$ 163,02 por animal não imunizado. Os que vacinarem os animais, mas não fizerem a comunicação da vacina até o dia 22 de maio, terá a propriedade multada em R$ 163,02. Outro alerta feito pelo presidente foi quanto ao manejo da vacina, desde a compra até o momento da aplicação no animal.

A vacina deve ser transportada em caixas térmicas com gelo, em temperatura média entre 2ºC e 8ºC, para que o medicamente não perca a eficácia. O produtor também deve manter a higiene da pistola e das agulhas ao efetuar a vacina nos animais.

Fonte

Texto: Eleni Caetano
Fotos: Secom
Secom – Governo de Rondônia

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close