Rondônia,20/09/2018
ArtigosDESTAQUES

Agronegócio teve destaque nas exportações em 2017

Em Rondônia em 2017 as exportações de carne bovina fecharam o ano com uma variação positiva de mais de 15%

Já estamos há mais de sete anos em que a balança comercial e o PIB brasileiro são movidos em razão da força que vem da terra e dos produtores e trabalhadores rurais em atividades em quase seis mil municípios.

Não devemos cansar de divulgar o valor desse ativo nacional e valorizar mais e mais a força que vem do campo.

analisando os dados sobre o resultado das exportações do primeiro semestre do ano passado (2017) temos uma noção do que está em movimento neste ano de 2018 e com a baixa nos juros do PLANO SAFRA 2018/19 teremos certamente boas colheitas.

É rezar e orar para não termos catástrofes naturais e nem politicas em outubro.

Vamos aguardar os próximos 150 dias, que sejam auspiciosos.

Olha que desempenho os produtos do agronegócio obteve no geral dos 10(dez) principais produtos exportados pelo Brasil no período janeiro – junho, com receitas e participação nas exportações totais do País é a seguinte:

  1. Soja mesmo triturada (US$ 13,3 bilhões e participação de 15%)
  2. Minério de ferro (US$ 8,69 bilhões e participação de 9,9%)
  3. Petróleo (US$ 7,23 bilhões e participação de 8,2%)
  4. Açúcar de cana (US$ 3,2 bilhões e participação de 3,7%)
  5. Automóveis (US$ 2,68 bilhões e participação de 3,0%)
  6. Carne de frango (US$ 2,6 bilhões e participação de 3,0%)
  7. Celulose (US$ 2,39 bilhões e participação de 2,7%)
  8. Farelo de soja (US$ 2,25 bilhões e participação de 2,6%)
  9. Café cru em grãos (US$ 1,99 bilhão e participação de 2,3%)
  10. Carne bovina (US$ 1,76 bilhão e participação de 20%).
RONDONIA
 
Nas terras do Marechal em 2017 as exportações de carne bovina fecharam o ano com uma variação positiva de mais de 15% que todo o valor exportado no ano de 2016, alcançando mais de U$ 560 milhões em faturamento, de acordo com os dados de Estatísticas de Comércio Exterior do Agronegócio Brasileiro (Agrostat) do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).  
 
Em volume, o resultado foi de mais de 150 mil toneladas.
 
Continuamos com a pecuária forte e a geração de riquezas locais e regionais.
Por: Francisco Aroldo– Economista 

Celular: (69) 9.9292 – 00 69
Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close