Rondônia,18/11/2018
AgronegócioDESTAQUESOutras

Agricultores aprendem boas práticas e segurança alimentar

Essas oficinas são muito importantes para que os agricultores familiares agreguem valor à sua produção

Durante cinco dias agricultores familiares e empregados da entidade autárquica de assistência técnica e extensão rural estiveram reunidos no Centro de Treinamento da Emater (Centrer), em Ouro Preto do Oeste, aprimorando a qualidade da produção de queijos e outros derivados de leite. A oficina de processamento de leite e derivados foi ministrada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), em parceria com a autarquia, no período de 13 a 17 de agosto e levou técnicas de boas práticas e segurança alimentar na fabricação dos produtos. O curso teve duração de 40 horas e deverá resultar em um cardápio diversificado e saudável tanto para o consumo em casa como para comercialização do excedente.

Fomentar uma alimentação de qualidade com possibilidades de geração de renda para produtores rurais, além de ser uma opção saudável para toda a família, oferece alternativa para aumento na capacidade de produção e renda nas atividades já trabalhadas na propriedade. Durante a oficina os participantes, além das aulas teóricas, colocaram efetivamente a mão na massa e produziram oito tipos de queijo, iogurtes de vários sabores, bebidas lácteas, doces de corte, doces pastosos, requeijão, licor, ricota, leite condensado e maionese.

A oficina foi realizada em três etapas: Boas práticas na fabricação de queijos e similares (higiene, cuidados gerais na utilização dos utensílios e higiene pessoal); importância da pasteurização do leite na produção de qualquer produto; e orientações sobre os cuidados desde a ordenha até a produção final, visando à qualidade do produto e a saúde do consumidor.

Os alimentos foram produzidos na cozinha industrial que o Centrer mantém para as atividades com o público rural. O leite para seu preparo veio parte dos animais criados no centro de treinamento e parte da produção leiteira dos participantes. “A ordenha foi feita com ordenhadeira mecânica, seguindo as normas de padrão de qualidade”, enfatiza Eliane Ventura Roberto, administradora do Centrer.

Essas oficinas são muito importantes para que os agricultores familiares agreguem valor à sua produção. Pois além de inserir na alimentação de sua família novos pratos provenientes do leite, obtendo um cardápio diversificado, eles terão a oportunidade do incremento na fonte de renda.

Para os empregados do Centrer, que também participaram da oficina, além do conhecimento que levam para si, terão aperfeiçoadas as suas habilidades para oferecer uma alimentação segura e saudável às refeições oferecidas no centro de treinamento. Ao final das atividades as portas foram abertas para degustação dos produtos.

Por Secom

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close