Rondônia,18/11/2018
ArtigosDESTAQUESGeralOutras

“Ganhos de produtividade pode reduzir custo e proteger preços na pecuária leiteria”

o evento traz a oportunidade de orientar, principalmente o produtor, a melhorar sua produção, produtividade e eficiência, aproveitar a tecnologia como benefício do negócio rural

Aplicar tecnologia na propriedade está cada vez mais complicado em função das margens menores dos últimos anos. Segundo Carlos Eduardo Carvalho, consultor técnico do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), quando o produtor decide aplicar tecnologia sem conciliar com a gestão, aumenta significativamente a possibilidade de erro, frustrando sua iniciativa de melhorias no processo. No dia 8 de novembro, das 15h20 às 16h, Carlos vai ministrar palestra sobre o tema no 3º Encontro Estadual dos Empreendedores do Leite, em Goiânia (GO).

De acordo com ele, a intenção é mostrar que com conceitos bem estabelecidos, de preferência com apoio técnico e com adoção de novas tecnologias, o produtor consegue obter um retorno produtivo. “Além de produzir mais com menos é possível reduzir os custos operacionais e, consequentemente, as depreciações e remunerar o capital empatado. Desta maneira, é possível progredir na atividade com menores riscos e proteger o preço do seu produto”, ressalta.

De olho na gestão

Carlos explica que encarar a gestão não é somente saber dos números da fazenda, mas, sim uma comprovação da busca pela produtividade, com impacto no custo e nos preços praticados. “Há 20 anos, quem produzia 200 litros de leite por dia, conseguia ter um poder aquisitivo elevado, aumentava seu rebanho, adquiria terras e crescia na atividade mesmo não utilizando tecnologia na fazenda”, destaca. Atualmente, segundo ele, o cenário mudou. “200 litros por dia não é capaz de manter um nível de vida elevado, muito menos ainda comprar terra com esta produção”, diz.

Para o consultor, a busca da produtividade é um mecanismo sem volta, tanto do lado econômico quanto ambiental. “O produtor necessita de uma quantidade menor de área, de recursos naturais, de animais e de insumos, tornando-se verdadeiramente sustentável”, pontua.

Encontro

No dia 8 de novembro, serão discutidos temas como a competitividade do leite brasileiro; instrumentos e ferramentas para harmonização da relação produtor e indústria; entraves para exportação; qualidade do leite como fator de competitividade; ganhos de produtividade como mecanismo de redução de custo e proteção de preços, etc. O evento ocorrerá no auditório da Faeg, das 7h30 às 17h.

Para o presidente da Faeg, José Mário Schreiner, que também preside o Conselho Administrativo do Senar Goiás, o encontro é importante, pois aproxima o produtor de assuntos como tecnologia, empreendedorismo, inovação e mercado. “Não é fácil conduzir a atividade leiteira em Goiás. São vários os desafios enfrentados no dia a dia no campo. Por isso, o evento traz a oportunidade de orientar, principalmente o produtor, a melhorar sua produção, produtividade e eficiência, aproveitar a tecnologia como benefício do negócio rural, além de abordar tendências de mercado”, enfatiza.

Os interessados em participar do encontro poderão se inscrever por meio deste link: https://ev.congressy.com/iii-encontro-estadual-dos-empreendedores-do-leite/. A inscrição é gratuita.

Programação

8 de novembro (quinta-feira)

7:30 às 09:00 – Inscrições e café da manhã

09:00 às 9h30 – Abertura

09:30 às 12:00 – Painel: Coordenação Setorial da Cadeia Láctea

09:30 às 10:30 – Palestra: “Competitividade do Leite Brasileiro” – Valter Bertini Galan – Milkponit Mercado

10:30 às 11:30 – Palestra: “Instrumentos e ferramentas para harmonização da relação produtor e indústria – Estudo de Caso Laticínio Verde Campo – Lavras (MG) – Sávio Santiago – Gestor de Qualidade

11:30 às 12:00 – Debate

12:20 às 14:00 – Almoço

14:00 às 16:00 – Painel: Competitividade do Leite Brasileiro

14:00 às 14:40 – Palestra: “Custo Brasil: Entraves para a Exportação” – Glauco Rodrigues de Carvalho – Pesquisador Embrapa Gado de Leite

14:40 às 15:20 – Palestra: “Qualidade do leite como fator de competitividade: Situação de Goiás – Professora Dra. Clarice Gebara – CPA/LQL/EVZ/UFG

15:20 às 16:00 – Palestra: “Ganhos de produtividade como mecanismo de redução de custo e proteção de preços” – Carlos Eduardo – Senar Goiás

16:00 às 16:30 – Debate

16:30 às 17:00 – Sorteio de Brindes

17:00 – Encerramento

Serviço

3º Encontro Estadual dos Empreendedores do Leite

Data:

8 de novembro – sede da Faeg – Rua 87, nº 662, setor Sul – Goiânia (GO)

Horário: 07h30 às 17h

Mais informações: https://ev.congressy.com/iii-encontro-estadual-dos-empreendedores-do-leite/

Informações para a imprensa

Gerência de Comunicação do Sistema Faeg e Senar

(62) 3096-2200

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close