Rondônia,21/01/2019
BrasilDESTAQUESGeral

Contra o bicho-mineiro, proteção e vigor são o segredo

As folhas do café são o alvo do bicho-mineiro, e o grande problema é a desfolha

O bicho-mineiro é uma das principais pragas das plantações de café brasileiras, e um conhecido já de longa data do cafeicultor. No cerrado mineiro, então, ele é ainda mais ativo por conta das características da região e de seu clima quente, que favorecem a proliferação do inseto.

As folhas do café são o alvo do bicho-mineiro, e o grande problema é a desfolha. Quando a larva mina a folha, ocorre a sua queda prematura, interferindo na fotossíntese da planta e prejudicando o seu desenvolvimento. Essa desfolha pode chegar a ser total, elevando o prejuízo a níveis impraticáveis na produção.

Esta é a verdadeira ameaça de não controlar o bicho-mineiro. A conta é bem simples: se a população da praga aumenta, a saúde do pé de café cai e, com ela, cai também a produtividade.

A boa notícia é que existe no mercado um produto capaz de atuar tanto no controle do bicho-mineiro quanto no aumento do vigor da planta. Quer saber qual é? Seu nome é Durivo.

Durivo possui dois princípios ativos em sua composição. Com aplicação no solo, Durivo é absorvido pelas raízes chegando até as folhas. O produto também auxilia no desenvolvimento das raízes, tornando a planta mais forte e resistente. Essas características fazem com que a planta produza mais folhas e realize mais fotossíntese, resultando em mais frutos por pé de café. É justamente esse vigor que tem a colaboração direta de Durivo.

Para conhecer mais sobre Durivo e seus benefícios ao cafezal, acesse https://goo.gl/9sCE1j.

 

Fonte: Syngenta
Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close