Rondônia,23/03/2019
AgronegócioBrasilDESTAQUESGeralOutras

Tribunal francês proíbe comercialização de herbicida à base de glifosato

Agência Europeia de Segurança Alimentar, não considerou o glifosato como potencialmente cancerígeno

O tribunal administrativo de Lyon, na França, acaba de anular a autorização de comercialização do herbicida Roundup 360, à base de glifosato. De acordo com a publicação France Agricole, o tribunal refere que a agência francesa de segurança nacional e alimentação  (ANSES) terá cometido “um erro de apreciação ao conceder o princípio de precaução” quando autorizou o produto em março de 2017.

Como base para esta decisão o tribunal invocou estudos científicos em humanos e animais que sugerem potencial cancerígeno do produto para humanos bem como efeitos nocivos na reprodução da vida humana.

A multinacional Bayer já comentou a sua surpresa com esta decisão e frisa a inexistência de “evidências científicas” de que o glifosato seja cancerígeno e lembra que a EFSA (Agência Europeia de Segurança Alimentar) não considerou o glifosato como potencialmente cancerígeno na sua última apreciação.

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close