Rondônia,23/02/2019
ArtigosBrasilOutras

ARMAZENAGEM DE GRÃOS: O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE SILOS

Armazenagem de grãos: Veja as principais informações e qual tipo compensa mais para sua fazenda: silos bolsa, silo próprio de pequeno, médio porte ou silos de uso conjunto.

Investir em armazenagem de grãos é a certeza que o planejamento estratégico da fazenda está na sua mão.

E este pode ser um grande diferencial na sua rentabilidade. Mas em qual tipo de silo investir?

Aqui discutimos sobre os principais tipos de silos, inclusive suas vantagens e desvantagens para que você faça a melhor escolha!

Índice do Conteúdo [Mostrar]

Silos: Unidades armazenadoras de grãos

As unidades armazenadoras de grãos são aquelas destinadas a receber a produção de grãos, conservá-los em perfeitas condições e redistribuí-los posteriormente. São os chamados silos e armazéns.

A qualidade dos grãos não pode ser melhorada, apenas preservada durante um bom armazenamento.

Por isso é necessário que você entenda onde armazenar seus grãos (milhosoja, etc.) para que eles não se deterioram e ocorra perda de valor.

Se você pensa em aproveitar seus silos e prestar o serviço de armazenagem de grãos ou mesmo conseguir um financiamento público para sua construção se atente para a Lei nº 9.973 de maio de 2000 que regula essa atividade.

Nela, juntamente com a  Instrução Normativa Nº 24, de 9 de julho de 2013, há as diretrizes para temperatura, aeração e outros, buscando garantir a qualidade dos grãos armazenados.

Silos de bolsa

Os silos de bolsa, também conhecidos como “bags”, são alternativas àqueles construídos em estrutura metálica.

armazenagem de grãos(Fonte: Dinheiro Rural)

Nesse caso, é preciso que os grãos estejam secos para que não estraguem. Assim, avalie se o baixo custo desse tipo de armazenagem de grãos compensa os custos com secagem ou o risco de esperar o grão secar em campo.

Também considere que esse tipo de silo pode sofrer mais facilmente com ataques de animais, além pragas agrícolas, danificando uma quantidade grande de grãos.

Unidades produtoras de armazenagem de grãos

São unidades versáteis, geralmente unitárias, que só recebem produtos da lavoura, localizadas na fazenda.

Portanto, elas possuem baixa cadência operacional (menor frequência de entrada e saída de grãos), e alto investimento em pré-armazenamento.

2-armazenagem-de-grãos

Unidade armazenadora nível fazenda para pequeno e médio produtor

Uma unidade armazenadora tecnicamente bem projetada, levantando os custosoperacionais, depreciação, maquinários etc, seria uma das soluções para fortalecer o pequeno e médio produtor rural.

Com esses silos, você pode ter vender seus grãos quando preferir, ganhando oportunidades de preços melhores.

Unidade armazenadora com silo secador para pequeno produtor

Este modelo é muito utilizado em pequenas capacidades de armazenagem (até 50.000 sacas), principalmente em região para armazenagem de arroz.

O custo de aquisição, instalação e operacional é mais baixo em relação aos outros modelos, possuindo baixa potência. O tempo em horas com aeração do silo ligada é relativamente superior.

A Emater/RS-Ascar desenvolveu também outra tecnologia de silo secador para pequenos produtores, confira:

Unidade armazenadora convencional para médio produtor

Este é o modelo utilizado em médias capacidades para armazenagem de grãos, superior a 50.000 sacas, principalmente em regiões para soja.

custo de aquisição, instalação e operacional é mais alto em relação ao modelo anterior, já que precisa de alta potência instalada e transformadores (subestação própria).

O tempo em horas com aeração do silo ligada é relativamente inferior, pois o grão já está seco ou um pouco acima da umidade. A secagem é em secador contínuo de cavaletes e a aeração em silos apenas para manutenção.

As imagens abaixo ilustram bem a entrada e saída do grão, para este modelo de unidade armazenadora de grãos, e uma unidade armazenadora com moega de recepção, limpeza, secagem, armazenagem e expedição.

4-armazenagem-de-grãos5-armazenagem de grãos

(Fonte: Kepler Weber e arquivo pessoal do autor)

As principais vantagens em possuir sua unidade armazenadora própria seria:

  • Venda de sua produção em períodos adequados;
  • Redução das perdas que ocorrem no campo;
  • Economia em transporte. Isso porque na safra os custos se elevam, em relação pela grande demanda de logística, para transportar os grãos;
  • Maior rendimento na colheita (evita espera dos caminhões nas filas das unidades coletoras, na grande maioria em cooperativas de recebimento;
  • Melhor independência da estratégia de venda de seus grãos.

 

O armazenamento de grãos em silo próprio compensa?

Exemplo simples, apenas para refletirmos, seria uma unidade de armazenagem de sementes ou grãos de 50.000 sacas.

Se o produtor consegue vender com R$ 2,00 a mais por saca no momento que achar melhor, isso daria R$ 100.000,00 a mais de rentabilidade.

Este valor poderia ser usada para quitar a parcela do investimento feito com aquisição da unidade armazenadora em agências financiadoras.

Sendo que, com uma média nacional de produção de grãos, em 5 anos esta unidade armazenadoras se paga com investimento feito.

É claro que nem sempre encontramos oportunidades de mercado sempre acima com o armazenamento.

Mas fica claro que o poder de barganha e a sua independência de estratégia é muito maior, podendo resultar em rentabilidades muito maiores.

Armazenagem de grãos em conjunto com outros produtores

São basicamente as mesmas às das produtoras, mas servem à vários produtores e por isso são vários silos em conjunto.

Sua cadência operacional (frequência de uso) é mais alta do que as produtoras, e o investimento no pré-armazenamento também é alto.

As cooperativas agrícolas utilizam bastante esse tipo de armazenagem de grãos.

6-armazenagem-de-grãos
(Fonte: Globo Rural)

Por isso, se você usa esse tipo de silos você tem a estratégia de parceria com um grupo de produtores ou cooperativas maiores. Isso pode incluir outras tipos de benefícios e obrigações (como transporte de grãos, taxas, etc.).

Dependendo da sua localização e dos acordos firmados entre os produtores, o armazenamento nesse tipo de unidade pode valer a pena.

Para isso, coloque na ponta do lápis todo o custo de construção e manutenção de um silo próprio, como vimos no tópico anterior, em relação ao custo do armazenamento em unidades coletoras.

Lembre-se de considerar também as vantagens e desvantagens em relação a estratégia de venda em cada uma dessas situações.

Conclusão

Aqui vimos os principais tipos de silos para armazenagem de grãos e suas principais características em termos gerais.

Também comentamos as principais vantagens e desvantagens desses silos. Seja um silo próprio, bags ou silos coletores, é importante que você identifique todos os custos (financeiros e de mercado) e vantagens dentro de sua realidade.

Assim, com todas essas informações, tenho certeza que tomará uma decisão mais consciente e a melhor para sua empresa rural!

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close