Rondônia,22/04/2019
ArtigosBrasilGeralOutras

NEMATOIDES NA CANA-DE-AÇÚCAR: COMO RECONHECER E MANEJAR

Nematoides na cana-de-açúcar: veja como identificá-los em seu canavial e quais as formas de controle mais eficazes.

Plantas de tamanhos desiguais, nanismo, perfilhamento menor… Já se deparou com alguns destes problemas no canavial?

A situação é frequente no país: segundo estudos70% das áreas de cultivo de cana possuem nematoides.

Eles chegam a reduzir a safra pela metade, provocando perdas significativas.

Mas existem manejos que contribuem  muito para o controle de populações. Confira aqui cada um deles e saiba como reconhecer os sintomas de nematoides na cana:

Índice do Conteúdo [Mostrar]

Nematoides na cana-de-açúcar: diferentes tipos

Os nematoides podem afetar diversas culturas, mas existem alguns tipos que podem reduzir a produtividade especificamente da cana-de-açúcar.

nematoides na cana-de-açúcarDiferença de área saudável (à esquerda) e com nematoides (à direita)
(Fonte: Spaull et al., 2017)

Cada espécie de nematoide apresenta diferentes graus de severidade no canavial, sendo aquelas dos gêneros  Meloidogyne Pratylenchus os mais impactantes para cana.

Nesse sentido, em estudo da pesquisadora Leila Dinardo Miranda (IAC), 97% das amostras de solo de canaviais tinham presença do nematoide Pratylenchus zeae; 35% tinham Meloidogyne javanica e 20% continham Meloidogyne incognita.

Falamos recentemente aqui no blog sobre como controlar nematoide das galhas de uma vez por todas.

Para que você identifique o aparecimento de nematoides na cana-de-açúcar separei abaixo as características das principais espécies que atacam a cultura:

Ciclo dos nematoides na cana-de-açúcar

Meloidogyne spp.

O ciclo completo de vida do nematoide das galhas é de 37 dias.

2-nematoides-na-cana-de-açúcar
(Fonte: Desenho de Patrícia Milano em Torres et al. (2008))

Os jovens penetram nos ápices radiculares e iniciam o desenvolvimento de células gigantes nos tecidos da raiz (as galhas), prejudicando o transporte de água e nutrientes.

3-nematoides-na-cana-de-açúcar-Meloidogyne
Sintoma de Meloidogyne javanica  em cana-de-açúcar
(Fonte: Macedo et al. (2011))

Os sintomas são manchas em reboleiras, com plantas pequenas e amarelas. As folhas das plantas apresentam manchas claras ou necrose entre as nervuras.

Meloidogyne incognita é o que possui infestação e ataque mais severo, com a formação de galhas no sistema radicular.

Pratylenchus zeae

O ciclo também é curto (cerca de 40 dias) e ocorrem várias gerações em uma mesma safra.

Como sintoma, as raízes sofrem engrossamento e apresentam-se parcial ou totalmente escurecidas.  Há diminuição da absorção de água e nutrientes da solução do solo, podendo apresentar também pequenas galhas.

O principal sintoma são as áreas necrosadas no sistema radicular da cultura. A infestação pode ser vista em reboleiras onde as plantas ficam menores, mas continuam verdes.

4-nematoides-na-cana-de-açúcarSintoma de Pratylenchus zeae em cana-de-açúcar
(Fonte: Foto de L.L. Dinardo-Miranda em CanaViável)

 

Fatores importantes na dinâmica dos nematoides

É importante lembrar nematoides são micro-organismos naturais dos solos. Algumas espécies e sua altas populações, porém, são causadoras de ataques severos às culturas.

Características do solo como temperatura, umidade, granulometria, teor de matéria orgânica e composição da população de microrganismos são fatores fundamentais para a dinâmica dos nematoides.

solo arenoso é forte facilitador para a disseminação dos nematoides na cana-de-açúcar, pois favorece a movimentação desses microrganismos.

Alta umidade também os favorece, além de que a composição natural de um solo pode conter mais ou menos desses microrganismos.

Danos dos nematoides na cana-de-açúcar

Quando o ataque de nematoides é na cana de açúcar podemos observar algumas características como:

  • Tamanho desigual das plantas;
  • Nanismo;
  • Menor perfilhamento;
  • Tombamento de plantas (dependendo da infestação e severidade);
  • No primeiro corte de uma variedade suscetível, a redução da produtividade pode chegar a 30% (também dependendo dos diferentes graus de infestação);
  • Conforme a severidade dos danos, nas socas subsequentes pode haver  diminuição drástica da longevidade da soqueira.

5-nematoides-na-cana-de-açúcarReboleira com sintomas de nematoides na cana-de-açúcar
(Fonte: Embrapa)

Medidas de controle: o que fazer?

Alguns manejos contribuem muito para o controle dos nematoides na cana-de-açúcar.

Dentre eles, destaco a limpeza das máquinas e implementos agrícolas, já que é comum a movimentação de maquinário entre propriedades.

Abaixo você confere em detalhes outros tipos de manejo que são eficientes para nematoides:

Adubação verde

Os adubos verdes incrementam matéria orgânica no solo e seus resultados  na cultura da cana-de-açúcar para o controle de nematoides também têm sido significativos.

Em estudos, foram observadas reduções do uso de adubação nitrogenada devido à fixação biológica de nitrogênio.

Isso ocorre quando utilizamos leguminosas na adubação verde, já que há  grande fixação de nitrogênio (200 a 300 kg/ha), podendo aumentar a produtividade de aproximadamente 15 a 20 toneladas de colmos por hectare.

Em especial, tem sido verificada a eficiência da Crotalaria spectabilis no controle de nematoide das galhas e das lesões radiculares.

Ela  contribui na produção de biomassa de 20 t/ha a 30 t/ha e na fixação de nitrogênio de 40 kg/ha a 50 kg/ha.

6-nematoides-na-cana-de-açúcar
Cana-de-açúcar com Crotalaria spectabilis
(Fonte: Revide)

Além dela, as principais culturas utilizadas como adubos verdes nas entrelinhas da cana-de- açúcar são:

  • Crotalaria juncea;
  • Crotalaria ochroleuca;
  • Crotalaria spectabilis;
  • Coquetel de Crotalaria ochroleuca e milheto;
  • Nabo forrageiro.

Neste catálogo técnico você pode conferir mais instruções para utilizar a adubação verde na reforma ou implantação do canavial.

Químico

O uso de nematicidas é realizado na semeadura no sulco de plantio ou em pulverização na cana soca, aplicando o produto dirigido à base da soqueira.

O período ideal para a utilização é entre setembro e abril, pois são os meses mais chuvosos.

São recomendados produtos como o aldicarb (Temik 150G), carbofuran (Furadan 50G ou 100G ou 350SC) e terbufós (Counter 150G).

Biológico

Na natureza, os nematoides possuem diversos inimigos naturais.

Na cultura da cana-de-açúcar, tem sido comprovado o uso de microrganismos como a Pochonia chlamydosporiaPaecilomyces lilanusBacillus subtillis. Veja os detalhes sobre cada um deles abaixo:

Pochonia chlamydosporia

Esse fungo coloniza, parasitando e matando ovos e fêmeas de nematoides.

Além disso, sobrevive na matéria orgânica no solo e na ausência de populações de nematoides.

Paecilomyces lilacinus

É um fungo que afeta a capacidade reprodutiva dos nematoides. Através do parasitismo dos ovos, ele penetra e destrói o embrião ou ataca as fêmeas sedentárias, que são colonizadas e mortas.

Pode promover redução de 60% na penetração do nematoide na fase de estabelecimento da cultura.

Bacillus amiloliquefaciens

Essa bactéria age de duas maneiras principais sobre os nematoides.

Quando aplicada no solo, promove colonização do sistema radicular, alimentando-se dos exsudatos radiculares.

Com isso, os nematoides não conseguem reconhecer os exsudatos radiculares, o que inibe sua  penetração nas raízes.

Já o mecanismo de produção natural de antibióticos e toxinas promove a morte do embrião de nematoide dos ovos próximos ao sistema radicular.

Análise nematológica de solos

análise de solo de áreas com suspeita de nematoides é fundamental. Com ela em mãos, você conseguirá definir de forma mais acertada o manejo.

Para isso, é importante realizar a correta amostragem de solo, seguindo os seguintes passos:

  • A coleta da amostra de solo e raízes deve ocorrer no início da observação de sinais visíveis como reboleiras
  • O ideal é que o solo esteja com umidade natural (evite coletar após chuva ou calor extremo).
  • As amostras podem seguir padrão de 0 cm a 25/30 cm;
  • Na amostragem das raízes, não faça o arranque das mesmas, pois assim elas perdem as radicelas, também importantes nos diagnósticos.
  • Para esse tipo de análise, recomenda-se a coleta de 10 subamostras a cada 30 hectares.

Aqui você pode conferir o Manual – Procedimento para coleta de amostra de solo e raiz para análise nematológicas.

Conclusão

O desenvolvimento de seu canavial livre de nematoides é possível!

Percebemos aqui a importância de realizar a correta identificação dos sintomas de nematoides na cana-de-açúcar e de realizar análise de solo para classificarmos os responsáveis pelo ataque.

Por isso, comece hoje mesmo a monitorar mais o seu canavial e a testar novos manejos de controle do solo que vimos neste texto!

Por:

Evelise Martins da Silva

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close