Rondônia,19/11/2019
AgronegócioBrasilDESTAQUES

Família Nação Agro celebra o sucesso após um ano na estrada

Acontece neste sábado, 28, o Primeiro Encontro Família Nação Agro, onde produtores e instituições estarão reunidos para debater temas importantes para o setor

Para comemorar a primeira temporada e o sucesso do Projeto Família Nação Agro, uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de São Paulo (Senar-SP), o Canal Rural e sindicatos rurais , acontece neste sábado, 28, em Bauru (SP) o Primeiro Encontro Família Nação Agro. Ali, produtores e representantes do setor produtivo estarão reunidos para debater temas importantes, como alternativas de produtos agrícolas, iniciativas empreendedoras, Selo Arte e segurança no campo.

“A Caravana Nação Agro entrou na vida do produtor rural do estado de São Paulo, passando a importância do conceito da extensão rural”, diz Tirso Meirelles. “Esse quadro de permanente deslocamento da caravana é um sucesso, porque procura não só levar o conhecimento técnico, mas também ajudar a corrigir eventuais distorções técnicas”, afirma Fábio Meirelles.

Durante o evento, serão entregues 60 certificados aos presidentes dos sindicatos rurais que recepcionaram a Caravana Família Nação Agro. O grande destaque do dia será a divulgação de um documento chamado “Carta de Bauru”, que reúne as principais necessidades dos produtores rurais, identificadas durante o projeto, e resume as reivindicações dos agricultores. Depois de lido, o material será enviado ao governador de São Paulo, João Doria, e ao presidente Jair Bolsonaro.

O consultor em segurança da Faesp Gilmar Ogawa ressalta que o projeto que prioriza os produtores rurais é importante para ampliar e melhorar as condições no campo. “Ações como essas são relevantes para mobilizar o produtor rural e trazer informações dos órgãos que os representam, como a Faesp e os sindicatos rurais. Debater a segurança nas propriedades é mostrar que a criminalidade também chegou nessas áreas, e na maioria das vezes, quem produz não tem prioridade perante a Justiça”, diz o consultor, que participa do painel sobre segurança no campo deste sábado.

Para Rodrigo Matos Carmo, administrador e mestre em gestão empresarial, o projeto conseguiu levar informações sobre um assunto pouco citado no campo, o empreendedorismo.

“O Projeto Família Nação Agro tem uma grande carga de importância, já que ele ajudou a espalhar as boas práticas em relação ao agronegócio, levando informação e conteúdo de ótima qualidade para os produtores do interior de São Paulo, falando também sobre o empreendedorismo dentro do agronegócio. Nesta parceria, o sentimento é de satisfação ao ver tanto conhecimento chegando para aqueles que produzem”, comemora. Ele vai apresentar o Programa Estadual Setorial do Agronegócio.

Já para a auditora fiscal federal do Ministério da Agricultura Claudia Jageneski, o potencial de crescimento da produção e renda nas pequenas e médias propriedades do Brasil é enorme, mas é preciso qualificação e conhecimento. “O Projeto Família Nação Agro contribui ao levar ao produtor informação para que o mesmo siga na busca de seu desenvolvimento”, diz. Jageneski apresenta uma palestra sobre alternativas de comercialização e iniciativas empreendedoras para o Selo Arte.

Durante passagem pelo interior de São Paulo, o evento itinerante abordou temas como rastreabilidade de frutas hortaliças, adequação às instruções normativas do leite, recuperação de pastagens e regulamentação ambiental. Os palestrantes também abordaram temas mais amplos, como empreendedorismo e sucessão familiar.

“Cada destino era uma demanda diferente com relação aos temas. Quem ditava as necessidades dos produtores eram os sindicatos rurais, que foram nossos grandes parceiros”, comenta a coordenadora do Projeto Família Nação Agro, Andrea Russo.

Tobias Ferraz, jornalista e apresentador, que esteve presente em quase todas as caravanas durante os últimos 12 meses, comenta que na primeira fase foram mais de 35 mil quilômetros percorridos pelas estradas do interior paulista – quase uma volta no planeta.

“Visitamos mais de 60 municípios, conhecemos muitos produtores e famílias inteiras nas propriedades em que passamos fazendo reportagens. Bebemos muita água de mina, pura e leve. Tomamos café coado na hora e ouvimos muitas histórias, umas boas e outras nem tanto. Soubemos das dificuldades e desafios dos produtores paulistas. Muitos pedem mais atenção das autoridades, menos burocracia e mais assistência técnica”, lembra ele.

9h: Abertura solene 
Balanço do Projeto Família Nação Agro e Senar, com participação do presidente do Canal Rural, Júlio Cargnino e Mario Biral, superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural

9h30: Segurança no campo
Apresentação de Gilmar Ogawa, consultor em segurança da Faesp, e do General Carlos Câmara Sérgio Sau, coordenador geral do Centro de Operações Integrada da Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo

10h30: Painel comercialização
Apresentação de Claudia Jageneski, auditora fiscal federal do Ministério da Agricultura, Wander Bastos, coordenador da Comissão de Bovinocultura de leite da Faesp, e Flaviane Araújo, engenheira agrônoma e consultora do Sebrae-SP

11h40: Apresentação Integra-Agro – Programa Setorial do Agronegócio
Com Rodrigo Matos Carmo, administrador, especialista e mestre em gestão empresarial

11h55: Assinatura do Manifesto de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Negócios e Produtores Rurais

12h: Homenagens

12h10: Leitura e assinatura da Carta de Bauru

12h15: Encerramento da solenidade

 

Por Kenia Santos, de Bauru (SP)

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close