Rondônia,19/11/2019
AgronegócioBrasilDESTAQUES

Café: Chuvas ficam abaixo do média em outubro e lavouras sentem impactos negativos

Chuvas abaixo da média prejudicam lavouras de café no Sul de Minas Gerais

Como já previa a meteorologia, a Primavera trouxe uma condição de chuvas irregulares para muitos pontos do país. No sul de Minas Gerais as chuvas ficaram muito abaixo da média histórica, trazendo problemas para a maior região de produção de café do Brasil.

Segundo dados divulgados pela Cooxupé, maior cooperativa de café do mundo e exportadora número 1 do Brasil, algumas cidades da região sul do estado registraram acumulados 70% abaixo da normalidade. A média é calculada com base nos anos entre 1997 e 2018. Veja a tabela com todos os município no fim da matéria.

O município de Alfenas/MG, importante praça na produção de café, registrou 77,7% abaixo do volume de chuva para a região. Na média histórica, chovia no município cerca de 97,5 milímetros no mês de outubro, mas foram registrados apenas 21,6 mm de precipitação.

>>> Tempo: Sul de Minas Gerais tem previsão de chuvas intensas

Em Nova Resende/MG, a chuva ficou 70,38% abaixo do previsto para a região. A média prevista era de 126,3 mm, mas apenas 37,6 mm foram registrados. Em Varginha, os dados indicam que choveu apenas 65 milímetros, enquanto a média histórica é de 134,7 mm.

Produção de café em Boa Esperança/MG
Foto: Henrique Pacheco

Em Boa Esperança/MG, os cafeicultores vêm sentindo os impactos da irregularidade de chuva. Henrique Pacheco é produtor rural e presidente do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Boa Esperança e afirma que em muitos pontos da sua lavoura ainda não choveu. A situação se repete nas fazendas de outros produtores da região.

As lavouras de Boa Esperança/MG, além de sofrerem com a irregularidade de chuvas, na última semana também foram atingidas por chuva de granizo. “Tem chovido, mas muito irregular. Choveu um absurdo aqui agora e depois de 10 quilômetros de estrada não choveu nada. Está muito irregular e muito atípico”, comenta.

Café em Boa Esperança/MG - Envio de Henrique Pacheco
Chuvas abaixo da média prejudicam lavouras de café no Sul de Minas Gerais
Foto: Henrique Pacheco

Segundo ele, as lavouras estão debilitadas e sentiram muito o forte calor e falta de água. Para Henrique, ainda não é possível falar em quantidades exatas, mas certamente produtores da região terão perdas na produtividade. “Ainda não dá para ter uma noção exata, mas que vai ter uma perda bem significativa com certeza vai”, afirma.

O município de Guaxupé/MG foi o único que registrou precipitações acima da média história. A média indicava chuvas 119,0 milímetros e no período foram registrados 134mm.

Inmet confirma a irreguralidade na região 

O Insituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmou que as chuvas ficaram abaixo da média histórica para essa região do país. Segundo Heráclio Alves, meteorologista do Inmet, as chuvas foram mais irregulares nas duas primeiras semanas de outubro, mas não apenas na região sul de Minas, mas sim em todo o estado. “Isso aconteceu porque houve uma atuação mais intensa de massa de ar quente e seco”, afirma.

Na segunda quinzena de outubro, as chuvas foram mais frequentes na região, mas não o suficiente para suprir as necessidades das lavouras. Heráclio afirma ainda que dentro da média, o mês de outubro marca o período de início de chuva para a região, mas que neste ano houve um atraso na estação chuvosa considerado significativo. “Em todo o Sudeste o mês de outubro marca o período de chuvas”, comenta.

Ele afirma ainda que no início de novembro as condições de chuvas ficarão melhores para o sul de Minas Gerais. “Na parte do Sudeste com a divisa de São Paulo e região Sul, são regiões que não vão sofrer tanto com a irregularidade”, afirma. As temperaturas continuam elevadas em toda a região, principalmente pela proximidade do Verão.

Veja a tabela de chuvas por município

Média da chuva no sul de MG - Notícias Agrícolas

Fonte: Cooxupé

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close