Rondônia,29/05/2020
Ação ParlamentarDESTAQUESGeralOutras

na Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa

Os dados das visitas são acessados em tempo real por todos os níveis de supervisão e gestão da autarquia.

Na manhã da quarta feira (11), o presidente da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater-RO), Luciano Brandão, apresentou aos deputados estaduais da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembléia Legislativa, balanço das ações do ano de 2019 e o plano de trabalho da entidade para atendimento dos produtores rurais de Rondônia para o ano de 2020.

Para o presidente da Emater-RO, Luciano Brandão, a oportunidade é salutar, pois proporciona transparência no planejamento e execução das ações frente ao parlamento e à sociedade. “Além de mostrar a realidade das condições de trabalho de todos os colaboradores e contar com o apoio dos deputados para empreendimentos de melhoria das condições de trabalho que visam a melhoria da eficiência do serviço de assistência técnica aos agricultores familiares do Estado,” explica Brandão.

Na apresentação, foram destacados os números referentes às contenções com os gastos de manutenção de veículos (cerca de – 5,37%), com combustível (-4,38%), com gratificações (-7,34%) e com diárias (- 27,97%). Também foi apontado o remanejamento de pessoal de regionais que não cumpriram com as metas definidas e investimentos em plataformas digitais para melhor atendimento das demandas dos produtores.

O SIGATER

Foi apresentado o Sistema de Gerenciamento de Ater (Sigater) produzido pela Emater-RO, com objetivo de informatizar e modernizar o modelo de gestão e de registros das atividades que eram executados com registros físicos. O Sigater é totalmente automatizado, desde o planejamento até a execução da atividade na propriedade, os dados e informações da assistência técnica são lançados por meio de um tablet no sistema, e imediatamente é impressa uma via para o produtor. Os dados das visitas são acessados em tempo real por todos os níveis de supervisão e gestão da autarquia.

O sistema foi apresentado na Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), sendo recebido como modelo para implantação em outras unidades da federação.

APP “MINHA EMATER”

A forma de relacionamento e atendimento da autarquia ao produtor também está passando por transformação e adequando-se ao novo cenário tecnológico. O “Minha Emater”, aplicativo para smartphones, proporcionará o atendimento à distância, facilitando o contato técnico com o produtor para sanar dúvidas e, se necessário, o agendamento de visita técnica para solução do problema.

Com a implementação dessas bases tecnológicas será possível aumentar a eficiência nos atendimentos da Emater-RO às famílias rurais. “A programação para 2020 prevê o atendimento de mais de 131 mil famílias, o que muda é a forma de atendimento, porque agora estão sendo atendidos intensivamente através de uma atenção mensal do técnico, por um período determinado que garante maior eficácia no desenvolvimento das atividades programadas dentro da propriedade e pelo técnico,” explicou o presidente.

As propriedades cadastradas são atendidas intensivamente e ajudarão a alavancar o desenvolvimento local, na medida em que servem de modelo para toda a vizinhança, provocando um efeito multiplicador das tecnologias adotadas, e poderão ser usadas como unidades didáticas para a realização de eventos educativos de pequeno ou grande porte como dias de campo e outros.

A apresentação foi um atendimento ao convite da própria comissão, presidida pelo deputado Cirone Deiró e composta pelos deputados Lazinho da Fetagro, Chiquinho da Emater, Adelino Follador e Luizinho Goebel. Também participou da reunião o deputado Lebrão.

 

Fonte
Texto: Dhiony Costa e Silva e Rayne Andrade
Fotos: Dhiony Costa e Silva
Secom – Governo de Rondônia

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close