Rondônia,04/04/2020
AgronegócioDESTAQUESGeralOutras

Mulheres Agro de Rondônia: superando desafios e preconceitos

As nossas conquistas são ignoradas. Muitas vezes, se fossem homens elas seriam enxergadas de maneira diferente.

Um dos pontos altos do 1° Encontro das Agro Mulheres Rondônia, realizado no dia 14/3, e que reuniu mais de 150 mulheres de todas as regiões do estado, foi o bate-papo, conduzido pela jornalista Carolina Brazil, com mulheres que se destacam em suas áreas de atuação no agro em Rondônia. A diversidade e a sinergia estavam estampadas neste painel, assim como os desafios que, apesar das diferenças, acabam sendo os mesmos.

As campeãs dos concursos de qualidade do café que ocorreram em Rondônia em 2019, Poliana Perrut e a indígena Diná Suruí, a pesquisadora da Embrapa Rondônia Ana Karina Salman, que atua com a questão de conforto animal, e a empresária, produtora de grãos e pecuarista Antonielly Rottoli contaram suas histórias e fizeram desabafos que foram seguidos por aplausos de uma plateia repleta de mulheres que passam pelas mesmas dificuldades: o preconceito velado, ou escancarado, o descrédito, a indiferença e também a falta de valorização do seu trabalho.

“As nossas conquistas são ignoradas. Muitas vezes, se fossem homens elas seriam enxergadas de maneira diferente. Eu venci o concurso de café, ano passado, felicidade imensa, mas sempre teve o descaso. O DESCASO COM UMA CAMPEÃ. Se fosse um homem ali naquela posição seria um tratamento diferente diferente. A ‘descredibilidade’ que eu sofro no estado hoje em ter sido campeã… ninguém acredita que o café que vocês estão bebendo é meu”, desabafa Poliana Perrut.

Apesar de as conquistas das mulheres não terem a devida credibilidade, elas não param de fazer o que é preciso, com dedicação e com muitos resultados. A cafeicultora indígena Diná Suruí arrancou aplausos do público ao resumir bem isso.

Ela disse que não importam as diferenças, se o trabalho é grande ou pequeno, ou gênero, o que importa é acordar todos os dias e fazer seu trabalho com amor e humildade. “Eu sou a prova disso. O que a gente fez (vencer o concurso Tribos), não era muito, mas cada manhã que a gente levantava a gente fazia com amor”, disse Diná.

A Aliança Internacional das Mulheres do Café – IWCA Brasil, Subcapítulo Rondônia uniu esforços ao movimento Agro Mulheres de Rondônia e levou ao público histórias de sucesso de um trabalho que segue firme no estado em busca de maior valorização das mulheres deste setor. Livros Mulheres dos Cafés no Brasil, que tem um capítulo de Rondônia e muitas histórias inspiradoras, foram sorteados para o público do evento.

Confira os depoimentos no vídeo abaixo:

Renata Silva

Jornalista Mtb 12.361/MG

Voluntária Agro Mulheres Rondônia

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close