Rondônia,04/04/2020
AgronegócioBrasilDESTAQUESGeral

Laboratórios da Embrapa realizarão testes para identificação da Covid-19

Confira a atuação da Embrapa nas ações que envolvem o COVID-19 e também da Embrapa Rondônia, ao final do texto abaixo.

Os centros de pesquisa da Embrapa estão colocando à disposição do governo federal sua estrutura instalada de equipamentos, produtos e pessoal para ajudar na realização de testes laboratoriais para identificação da Covid-19. Os testes estão baseados no uso do equipamento RT-PCR, comumente empregado em estudos de biologia molecular.
A contribuição atende demanda do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que está atuando em parceria com o Ministério da Saúde. A Ministra Tereza Cristina solicitou à Embrapa o levantamento dos laboratórios capazes de conduzir testes com a técnica RT-PCR e terem seu uso rotineiro redirecionado para identificar a eventual presença do coronavírus em amostras biológicas.

Os laboratórios da Embrapa poderão ser utilizados na etapa de amplificação e detecção do material genético (RNA fita simples) do coronavírus nas amostras recebidas. Os testes serão supervisionados pelo Ministério da Saúde em conjunto com instituições como a Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Adolfo Lutz.

A capacidade instalada na Embrapa indica a possibilidade de uso de 47 laboratórios. As estruturas geralmente são usadas para tarefas como detecção de genes de interesse agronômico em plantas, animais e microrganismos e podem ter seu uso adaptado para a necessidade prevista pelo Ministério da Saúde. Com base na infraestrutura disponível a Embrapa pode, potencialmente, contribuir com quase 43 mil análises por dia.

A Empresa já vem colaborando com a Fiocruz para a realização de testes de detecção de Chikungunya, dengue e zica vírus, com o emprego da mesma tecnologia, visando aliviar as demandas do sistema de saúde.

👉🏼 Em Rondônia, a Embrapa está disponibilizando dois equipamentos RT-PCR e técnicos para auxiliar nos exames. Também está empenhada em colaborar junto ao Comitê Técnico Científico de Rondônia em apoio à Secretaria de Estado da Saúde – SESAU no combate ao COVID-19. Este Comitê é formado pela Fundação de Amparo à Pesquisa de Rondônia – FAPERO, o Centro de Educação Técnico Profissional na Àrea da Saúde – CETAS/SESAU e as principais instituições de pesquisa de Rondônia, como Embrapa, Fiocruz, IFRO e UNIR.

A Embrapa Rondônia aguarda as demandas do Mapa para alinhar sua atuação, que será de acordo com os critérios exigidos e conforme as prioridades do Ministério da Saúde.

Fonte: Embrapa

Compartilhar
Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close