Rondônia,12/07/2020
DESTAQUESGeralOutras

Centro de Estudos Rioterra lança cartilha gratuita sobre agricultura de baixo carbono

No Brasil, essa parcela significativa das emissões vem das ações de desmatamento e queimadas, com maior intensidade na Amazônia, para abertura de novas pastagens e áreas agrícolas, retirada de madeira e expansão urbana, tudo isso de forma intensiva.

Através do Projeto Semeando Sustentabilidade, o Centro de Estudos Rioterra lança a cartilha Boas Práticas Voltadas a Agricultura de Baixo Carbono, voltada a práticas produtivas que contribuem para conservação do solo, aumento da produtividade e renda e diminuição das emissões de gases de efeito estufa (GEE). O material é destinado a agricultores familiares, técnicos, estudantes e demais públicos interessados pelo tema. A cartilha está disponível para download a gratuito no site do projeto, clicando aqui.

Pelo menos 23% das emissões globais de GEE vem da agropecuária, silvicultura e outros usos da terra. Estes gases contribuem para as chamadas mudanças climáticas, com fenômenos como aumento da temperatura do planeta, secas extremas, excesso de chuva em períodos curtos e ondas de calor e frio.

No Brasil, essa parcela significativa das emissões vem das ações de desmatamento e queimadas, com maior intensidade na Amazônia, para abertura de novas pastagens e áreas agrícolas, retirada de madeira e expansão urbana, tudo isso de forma intensiva.

Neste contexto, surgiram as discussões sobre a agricultura de baixa emissão de carbono nas Conferências das Partes, as COPs, entre países desenvolvidos, os maiores emissores com metas de redução, e países em desenvolvimento, que não possuem metas, mas adotam voluntariamente medidas preventivas, como é o caso do Brasil, que se comprometeu, na COP de 2009, na Dinamarca, a reduzir em até 40% as suas emissões até 2020 a partir da fixação de carbono com aumento de florestas plantadas e ampliação do uso de sistemas de produção com degradação mínima do solo.

Desde 2010, o projeto Semeando Sustentabilidade, patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental, e executado pelo CES Rioterra, vem desenvolvendo alternativas de produção não lineares e adequação ambiental em propriedades da agricultura familiar em Rondônia, através dos sistemas agroflorestais, promovendo recuperação de áreas degradadas, melhoria da produção e renda, conservação ambiental e baixa emissão de gases de efeito estufa.

A cartilha lançada traz esta e muitas outras alternativas produtivas que aliam estas questões e melhoram a qualidade de vida das famílias do campo e, consequentemente, do planeta. Acesse o site https://semeandosustentabilidade.org/, baixe a cartilha e saiba mais sobre o projeto. As cartilhas impressas serão enviadas a associações, escolas e órgãos do setor parceiros após o fim do período de distanciamento social devido a crise sanitária do novo COVID-19.
Fonte: Assessoria RioTerra

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close