Rondônia,12/07/2020
AgronegócioBrasilDESTAQUESGeralOutras

Dia de Campo Virtual apresenta novos resultados de projeto que avalia cultivares de café

Projeto colaborativo está no segundo ano de colheita

Os resultados do segundo ano de colheita do projeto que avalia o desempenho de diferentes variedades de café em propriedades comerciais no Cerrado Mineiro serão apresentados em um Dia de Campo Virtual, nos próximos dias 3 e 4 de junho (quarta e quinta-feira). A transmissão será ao vivo, a partir das 19h, pelo Canal Fala Café no Youtube.

Parceria entre a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) e a Federação dos Cafeicultores do Cerrado, por meio da Fundaccer, o trabalho conta com Unidades Demonstrativas implantadas em 25 propriedades, de 12 municípios da região, além de um experimento no Campo Experimental da Epamig em Patrocínio. O objetivo é identificar os materiais mais adequados e produtivos para diferentes condições de clima e solo.

Nesta edição, serão apresentados os resultados da colheita em cinco propriedades, duas em Patrocínio, uma em Monte Carmelo, uma em Campos Altos e uma em Varjão de Minas (programação anexa). A avaliação é feita em áreas irrigadas e áreas de sequeiro e testa 12 cultivares, sendo nove do Programa de Melhoramento da Epamig e três que são padrão na região: Catuaí 144, pela produtividade; Bourbon amarelo, pela qualidade; e IAC 125 RN pela resistência à ferrugem.

O projeto colaborativo inclui a participação ativa dos produtores que anotam o passo a passo de cada procedimento adotado em sua unidade, contemplando dados sobre condições geográficas, climáticas e tratos culturais. A ideia é que em 2022, após a colheita de dois biênios, seja disponibilizado um software com os dados coletados para facilitar a escolha de variedades produtivas e com alto padrão de bebida para cada macrorregião do Cerrado.

“Os primeiros resultados, mostram que a ideia inicial tem fundamento, não existe uma cultivar de café para o Cerrado, e sim boas cultivares regionalizadas. Estamos no segundo ano de avaliação e já foi possível perceber o incremento da produção e do padrão sensorial”, comentou o pesquisador da Epamig Gladyston Carvalho, durante o 5o. Encontro de Inovação e Tecnologia para a Cafeicultura no Cerrado Mineiro, realizado nos dias 20 e 21 de maio, também por webinar.

O projeto “Unidades Demonstrativas para Validação de Cultivares de Cafeeiro para as Condições da Região do Cerrado Mineiro” tem o apoio do Consórcio de Pesquisa Café, da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Instituto de Nacional de Ciência e Tecnologia do Café (INCT Café).

Por: SECRETARIA DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS

Mostrar mais

Notícias relacionadas

Close